Meridiano de Greenwich

Tanto nas aulas de geografia no colegial, como nas de cartografia na faculdade e depois nas aulas de navegação no curso de comissário de bordo, aprendi como ver, reconhecer, entender e calcular os fusos horários do planeta.

As zonas horárias ou fusos horários são cada uma das vinte e quatro áreas em que se divide a Terra e que seguem a mesma definição de tempo. O termo fuso denomina a porção de superfície esférica compreendida entre dois semiplanos que partem de um diâmetro da esfera, assemelhando-se à superfície externa de um gomo de laranja.

Anteriormente, por volta do ano 1300, ou já antes, usavam-se o tempo solar aparente, passagem meridiana do sol, de forma que a hora do meio-dia se diferenciava de uma cidade para outra. Os fusos horários corrigiram em parte o problema ao colocar os relógios de cada região no mesmo tempo solar médio.

fusos

Fusos horários do planeta

Em 1884, foi realizado a Conferência Internacional do Primeiro Meridiano, em Washington D. C., Estados Unidos. A proposta era padronizar a utilização mundial da hora legal. Acabou sendo aceito a teoria de Fleming. A longitude 0° passaria pelo Observatório Real de Greenwich. Os outros fusos seriam contados positivamente para leste, e negativamente para oeste, até ao Meridiano de 180º – o Anti-Meridiano, situado no Oceano Pacífico, onde seria a Linha Internacional de Data.

Marco Zero - Meridiano de Greenwich

Marco Zero – Meridiano de Greenwich

Por que estou falando disso? Semana passada, ao alterar o horário do meu computador para o horário de Dublin, percebi que ele está no mesmo fuso que Londres. Isso significa que estou na hora UTC. O Tempo Universal Coordenado (em inglês: Coordinated Universal Time), ou UTC (acrónimo de Universal Time Coordinated), também conhecido como tempo civil, é o fuso horário de referência a partir do qual se calculam todas as outras zonas horárias do mundo. Ou seja, estou no fuso zero!

Pesquisando, vi que Greenwich fica a 600km de Dublin, na cidade de Londres. Ou seja,um voo rápido até a Capital Britânica me colocaria de frente com algo que eu estudei durante tantos anos e usei durante 1 ano e meio para trabalhar no aeroporto.

Pode não parecer muito excitante para quem olha de fora, mas eu sou um apaixonado por história e estudos e quando surgem pequenas oportunidades como essa, eu simplesmente não posso perder! Na ida a Londres, esse passeio já está confirmado na lista de coisas que quero fazer.

Anúncios