Como é voar na AerLingus

aer_lingus_logo_3038

A companhia aérea Aer Lingus foi fundada pelo governo irlandês em 1936 para promover serviços aéreos entre a Irlanda e o Reino Unido. O nome da empresa é derivado do irlandês “long” que significa “barco”, depois traduzido como “Frota Aérea”. A companhia celebrou 75 anos em maio de 2011 e hoje transporta mais de 10 milhões de passageiros por ano para mais de 70 destinos incluindo Irlanda, Reino Unido, Europa e Estados Unidos.

A companhia fez grandes contribuições para a vida dos irlandeses, conectando a Irlanda com o mundo e promovendo oportunidades ao povo de acessar novos horizontes, tanto comercial, como turisticamente. Durante a recessão, a companhia manteve suas rotas internacionais e deu aos irlandeses a chance de continuarem conectados ao resto do mundo, bem como aos irlandeses que viviam no exterior de ter fácil acesso ao seu país. Eu utilizei os serviços da AerLingus entre as cidades de Zurich e Dublin.

5424295429_e1da5e1034

El 349  – Zurich – Dublin 21:10

Compra

O site é super didático e possui uma versão em português. Ao escolher o trecho e a data e seguir para a próxima página, tome cuidado, pois haverá vários tipos de tarifa e cada uma possui regras diferentes, indo desde passageiros sem bagagem (low), passageiros com uma bagagem de 20kg (plus) e passageiros com duas bagagens de 20kg (flex). Escolha a tarifa que tenha mais a ver com a sua situação para não ter dor de cabeça no aeroporto depois. O pagamento foi feito pela opção de cartão de crédito (sempre à vista).

Regras de cada tarifa

Regras de cada tarifa

Check-in

O check-in no aeroporto de Zurich estava tranquilo, mas um pouco confuso. Como estava em uma cidade próxima, fiz o check-in online, peguei o trem mais cedo com conexão direta ao aeroporto, mas ao chegar lá, tive que entrar na fila com as pessoas que não haviam feito o check-in ainda porque não havia a fila para despacho de bagagem. Mas em 10 minutos, eu já estava liberado.

Atenção: Se sua passagem dá direito a uma mala de 20kg, não tente passar com uma de 23kg, pois eles vão barrar e fazer pagar o excesso. Eu não sei o valor no aeroporto, mas para comprar 3kg adicionais com desconto pelo site na hora da compra da passagem, custava €50. Por isso, fique esperto. Para voos maiores, eles utilizam a política de 10kg de bagagem de mão.

Decolagem

O voo estava um pouco atrasado devido a uma nevasca que caía sobre Zurich. Entretanto, embarcamos no horário correto e só tivemos que esperar que jogassem um produto especial sobre o avião para tirar as camadas de gelo. Com 10 minutos de atraso, decolamos de forma tão suave que quase não foi possível sentir o avião deixar o solo. O tempo de viagem entre Zurich e Dublin é de 1h55.

Equipamento e Assentos

O equipamento utilizado na rota ZRH-DUB nesse dia foi um Airbus A320, com configuração 3-3. O avião é igual o utilizado pela TAM no Brasil. Estava muito bem conservado e o apoio para cabeça tem uma regulagem mais firme. Quando você dorme e apoia a cabeça o mesmo fica firme e não se move como em outros tipos de regulagem.

Entretenimento

Havia a bordo revistas, catálogo de free shop e menu de bordo. O entretenimento é escasso, mas para o tempo de voo estava ok, ainda mais porque a companhia opera pelo sistema low-cost.

Serviço de bordo

Os comissários desse voo eram em sua maioria jovens e simpáticos. Eu contei 4 deles durante o voo. O serviço de bordo é à parte do valor da passagem, mas pode ser adquirido também no ato da compra da mesma. O menu fica disponível para todos e os preços são competitivos por refeições que valem a pena. A lata de coca-cola pequena, por exemplo, custa €1.

Menu AerLingus

Menu AerLingus

É uma boa pedida para quem quiser, por exemplo, experimentar o café da manhã tipicamente irlandês. Como eu já havia comido no aeroporto de Zurich, acabei não experimentando nada a bordo. O pagamento pode ser feito no cartão ou em moeda papel.

Irish Breakfast

Irish Breakfast

Pouso em Dublin

O pouso foi tranquilo, com apenas 10 minutos de atraso. A imigração estava tranquila e logo eu estava indo em direção a minha nova casa.

Avaliação Final

Aer Lingus é uma empresa rica em história. O trevo agora mundialmente famoso que adorna a empenagem da frota da empresa é um dos símbolos mais emblemáticos da Irlanda ao redor do globo. A companhia aérea tem uma reputação mundial de carinho, simpatia e uma qualidade superior de serviço. A empresa fica entre as low-cost da Europa por seus valores competitivos, mas a qualidade não deixa nada a desejar em comparação as companhias convencionais.

Aprovei os serviços e com certeza voaria de novo.

Como é voar na British Airways

A British Airways é uma das maiores companhias aéreas do mundo, possuindo uma das maiores frotas de Boeing 747 (conhecido como jumbo) e sua sede é no aeroporto de Heathrow em Londres, o aeroporto com o maior número de voos internacionais do mundo. Apenas no terminal 5 desse aeroporto há espaço para 60 aviões. Esse é o terminal exclusivo da British Airways.

Meu voo tinha como destino final Zurich e na época da compra da passagem, a companhia aérea com o melhor valor era a British Airways com uma escala em Londres. Eu optei por comprar a passagem pelo site decolar.com pela facilidade de parcelamento. Por isso, é legal sempre pesquisar as passagens em sites de busca.

Boeing-747-436-Jumbo-Jet-British-Airways-G-BNLR-Vancouver-Airport-YVR-CYVR-British-Columbia-Canada

BA 246 – Guarulhos-Heatrow (Londres) 18:15

Check-in

O check-in pode ser realizado de 24h a 1 hora antes do voo pela internet, mas não aconselho a fazê-lo uma vez que o check-in pela internet libera poucos assentos e cobra-se um certo valor para poder escolher onde se quer sentar. Por isso, é mais interessante chegar bem adiantado no aeroporto para pegar o melhor lugar à sua escolha.

Quando cheguei em Guarulhos, embora o check-in abrisse às 15h15, já havia fila às 14h00, por isso, decidi entrar para não ficar com o pior lugar na aeronave (esse é um ponto ao qual sou chato, afinal, eu ia ficar 11h naquela poltrona). Quando a fila começou a crescer, os funcionários abriram o check-in antes, o que foi muito bom.

Fizemos o check-in tranquilamente, mas o agente não nos perguntou ou explicou sobre os itens permitidos na bagagem de mão, o que foi um ato falho, caso eu ou o Rick não fôssemos passageiros frequentes.

Decolagem

Após passar pela imigração no aeroporto de Guarulhos com a tão famosa cordialidade dos agentes já conhecida dos passageiros, ficamos alguns minutos no free shop e seguimos direto para o nosso portão. O embarque foi tranquilo e a decolagem um pouco atrasada por causa do tráfego aéreo, mas nada que atrasasse a chegada a Londres.

Após a decolagem, o avião seguiu a rota passando por cima de Belo Horizonte, algumas capitais do nordeste e depois atravessando o Atlântico rumo a capital Britânica. Como o avião não estava cheio, pedi gentilmente que a senhora sentada ao meu lado passasse para as poltronas à frente, afim de que ficasse mais confortável para nós dois. Assim, tive duas poltronas para dormir, o que foi de grande ajuda!

7163

Equipamento e assentos

O equipamento utilizado pela British na rota GRU-LHR é o Boeing 747-400.
Não é um avião moderno, mas voar em um 747 é algo bastante agradável, o avião passa por turbulências com mais suavidade, o seu tamanho impressiona, o espaço interno para circulação é muito amplo e o silêncio também é um ponto forte.

O avião desta rota estava configurado com 14 assentos na primeira classe (first), 70 assentos na executiva (club world),30 assentos na econômica premium (world traveller plus) e 177 assentos na econômica (world traveler).

Viajei de classe econômica com configuração 3-4-3 e o espaço entre as poltronas é razoável, na média do mercado, mas os assentos são muito confortáveis, pois o apoio para cabeça tem uma regulagem mais firme. Quando você dorme e apóia a cabeça o mesmo fica firme e não se move como em outros tipos de regulagem, este item foi bem pensado e é superior.

Apesar de o avião não ser o mais moderno, estava limpo, bem cuidado com todos os itens funcionando, banheiros limpos e completos.

Entretenimento

Os aviões da British de longo curso oferecem tela de vídeo individual e uma programação muito ampla chamada highlife. As telas têm tamanho razoável e a luminosidade, volume e menu são controlados pelo toque na tela ou por um controle no braço do assento.

Os filmes, programas e musicas são ¨on demand¨, onde você escolhe a hora que quer começar, pausar ou parar de ver um filme ou ouvir uma música por exemplo. As opções eram lançamentos e uma biblioteca com filmes já lançados, tinha filmes dublados para o português ou outras línguas e as opções eram muitas.

Filmes, músicas com vários CDs disponíveis e programas de TV além, é claro, do tradicional moving map, onde você pode acompanhar as informações do voo, também estavam disponíveis. Faltaram algumas opções de novas músicas, como top 10 e o CD da Adele.

A revista de bordo da British (High Life) e o catálogo do freeshop a bordo (High Life Shop) também estavam disponíveis.

Serviço de bordo

Logo após a decolagem, serviram uma bebida (à escolha do passageiro, incluindo boas opções de bebida alcoolica) e por volta de 20h30 serviram o jantar, que poderia ser frango com molho, arroz, ervilhas e cenoura ou macarrão ao molho branco com lascas de salmão. Novamente era possível escolher a bebida da preferência do passageiro. Após o jantar, foi servido café e chá.

Durante a viagem, na galley ficou disponível sucos e água para quem tivesse sede durante a noite.

Uma hora e meia antes do pouso em Londres foi servido o café da manhã, que consistia em omelete, pão, manteiga, leite com café ou chá.

Pouso em Londres no Aeroporto Heatrow – Terminal 5

O pouso foi tranquilo, o céu estava parcialmente encoberto mas era possível ver o Sol entre as nuvens. O aeroporto de Heatrow é um dos mais movimentados do mundo e é enorme! Ao sair do avião, tivemos que pegar um trem do desembarque para a área onde se pegava as malas e fazia-se a conexão para outros voos. Como minhas malas haviam sido despachadas diretamente para Zurich, eu só tinha que passar pela imigração até a sala de embarque.

Aqui vem o porém: a imigração no aeroporto de Heatrow é demorada, eles são bem rígidos sobre o que pode e o que não pode se levar na mala de mão e por isso as filas são enormes e intermináveis. Eu levei em torno de 40 minutos para refazer esse processo em Londres. O que ajudou, no final, foi o passaporte europeu, pois não foi-me feita nenhuma pergunta, algo que pode ainda atrasar um pouco mais a imigração para brasileiros.

BA 712 – Londres – Zurich

G-EUPR - 21

Check-in e decolagem

Eu não precisei realizar o check-in, pois meu cartão de conexão já havia sido dado em Guarulhos. O embarque foi no horário, mas o avião levou em torno de 40 minutos para sair de Londres, devido a uma nevasca em Zurich. Todos os passageiros ficaram presos no avião durante esse período.

Equipamento e assentos

O Equipamento utilizado nesse voo foi o Airbus A319 jet, com a configuração 3-3. É um avião confortável, porém bem menor que o do voo intercontinental.

Entretenimento

Não havia TV’s individuais e as TV’s da aeronave exibiram durante todo o voo informações sobre o mesmo e o percurso no mapa. Também havia a revista de bordo e a do free shop, caso alguém quisesse comprar algo.

Serviço de bordo

O serviço de bordo foi mais simples, porém com a mesma qualidade: serviram croissant com tomate e maionese de ovos com ervas, suco de laranja, mais a opção de café ou chá.

Pouso em Zurich e imigração

O pouso foi tranquilo e pelo que pude ver a nevasca havia sido apenas no topo das montanhas, pois não havia sinais de neve em Zurich. O aeroporto possui calefação e após passar pela imigração, que foi super simples novamente por causa do passaporte europeu, não tive dificuldades em achar a esteira e alguns minutos depois minha bagagem já havia sido liberada.

Avaliação final

Voar na British Airways é uma ótima experiência, pois embora o voo até Zurich (em torno de 14 horas) seja cansativo, as aeronaves são confortáveis e o serviço de bordo é excelente. Brasileiros podem ficar até 3 meses na Europa sem visto, mas diferente dos europeus, para conseguir entrar, são necessárias algumas coisas, como comprovar que pode se manter no país durante o período pretendido, apresentar passagem aérea de volta, voucher de hotéis e seguro saúde. Para maiores informações sobre o que é necessário em cada país, visite o site da embaixada do país.