Bem-vindos a bordo!

Se você está lendo isso, é porque compartilhamos do mesmo desejo: viajar!

A frase “Where in the world is me?” é uma referência ao jogo Carmen San Diego, que quem, assim como eu, teve uma ótima infância nos anos 90, sabe que era um jogo viciante, onde deveríamos viajar o mundo todo procurando a grande golpista. Nada mais justo que hoje eu tomar o papel dela e querer conhecer o mundo todo pessoalmente também!

01

Mais pra frente, vou contar um pouco da minha história, falar porque sou apaixonado por viagens e sobre a bagagem que trago de cada uma.

Como boas-vindas, deixo um pensamento que resume bem a proposta do blog:

Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.

Amyr Klink

 

Cheers!