Como é a divisão dos bairros em Dublin?

dublin_map1

Tenho pesquisado tudo que posso sobre Dublin. Baladas, bares, pizzarias, restaurantes, escolas de inglês, escolas de dança, academias, faculdades, shopping centers, supermercados, etc. O engraçado é que todo endereço da cidade vem acompanhado de um número, por exemplo: Dublin 1, 2, 3, 4 e assim por diante.

Fui pesquisar e entender o porque. Achei uma boa resposta no blog do Rick.

A cidade de Dublin é dividida em 24 regiões e dentro de cada região, existem os bairros, que por derivarem de nomes gaélicos, não são muito fáceis de assimilar. A única região que não tem número é a região do Porto de Dublin (Dun Laoghaire).

As regiões de 1 a 9 são conhecidas como regiões centrais e de 10 a 24, periféricas. A maioria das escolas está localizada em Dublin 1 e 2 e consequentemente, a maioria das casas de estudantes também.

Dizem que quem mora das regiões de 1 a 9, chega ao centro da cidade, Dublin 1 e 2, com no máximo 20 minutos de caminhada.

Hoje moro em Dublin 15. Muita gente quando digo isso olha pra mim como se eu fosse um ET. Brasileiros preferem morar no centro e fazer tudo a pé. Eu também prefiro. Na minha cidade no Brasil, morava em uma região central também.

Mas morar em Dublin 15 me dá algo que alguns brasileiros não podem ter: a experiência da vida irlandesa. Aqui na região de Blanchardstown eu tenho tudo que preciso: um parque para me exercitar, shopping com supermercado e cinema, apenas vizinhos irlandeses (nada de ouvir português o tempo todo), um bairro tranquilo, sem barulho. Enfim, é por aqui que os irlandeses moram.

E utilizando o transporte público, fazendo compras aonde eles fazem e indo para o centro apenas quando necessário me faz sentir mais parte ainda desse país que estou amando conhecer.

E acho que hoje, não trocaria essa paz e experiência por nada!

Anúncios

1 mês

Hoje faz 1 mês que saí do Brasil. Sinto saudade da família, dos amigos, dos encontros semanais, da rotina, até do meu quarto e da minha cama!

Nesse 1 mês vivi 1 ano. Vi e vivi coisas diferentes, novas, inesperadas. Estou aprendendo a ser dono do meu próprio nariz e isso dói.

A mágica acontece ao sair da zona de conforto

A mágica acontece ao sair da zona de conforto

Nesse 1 mês houve altos e baixos, momentos de extrema alegria e profunda tristeza: “É a bipolaridade do intercâmbio, tudo fica mais intenso”, vão dizer. E eu concordo. Só estando fora da bolha para saber a falta que a bolha faz.

Entretanto, é algo necessário: eu não saberia viver sem sair da minha zona de conforto. Quanto tempo mais vou ficar? Quem sabe? 7 dias, 1 mês, 1 ano, 10 anos? Difícil precisar. Confio que ficarei o tempo que for necessário.

Sei que uma batalha foi ganha, mas a guerra, ainda está longe de acabar…